Empodere-se! Sororidade, irmã! Você é forte, mulher! Se ame! Frases de comuns entre feministas, mulheres que lutam por direitos iguais, melhores condições de vida, dignidade, respeito e liberdade. É a luta do Feminismo!

 

  • Gislene Ramos - FALA PRETA
 
 banheiro feminismo falapreta
  
 

E tem sido comum ler essas mensagens de empoderamento nas portas de banheiros femininos, públicos e privados, de universidades, casas de shows, entre outros espaços. 

Mulheres frequentam o banheiro, certo? Mulheres vão ler aquelas mensagens, certo? Mulheres empoderando mulheres certo? Nem sempre! Acontece é que mulheres, em sua maioria negra, é que irão limpar muitos desses banheiros. 

VAMOS NOS ESCUTAR – Conversando com diversas mulheres, buscamos escutar e propor o cruzamento de opiniões sobre tais escritos de banheiro.

Da mulher que escreve. Da mulher que lê. Da mulher que limpa! Opiniões diferentes. Práticas diferentes. Pois o que para umas são mensagens positivas. Para outras, pode ser apenas mais um trabalho a mais antes de voltar pra casa cansada. 

A fotógrafa Sandra Travassos encara os escritos como uma forma de mostrar que as mulheres estão ocupando os espaços e que não estão se calando. Mas quando questionada sobre quem vai limpar aqueles escritos, ela comenta: “Eu admito que nunca tinha pensado nisso. Acredito que elas limpam porque é obrigação delas, até porque trabalham com limpeza. Eu, no lugar delas, não limparia!”. Para ela, as mensagens servem para melhorar a autoestima de todas as mulheres. 

Estudante de psicologia, Thaise, conta que também percebe de forma positiva os escritos politizados na Faculdade de São Lázaro da UFBA. Mas confessa nunca ter parado pra refletir que em sua maioria é uma mulher negra que tem que limpar. “Morando fora do Brasil percebi que nos banheiros, sempre eram mulheres negras que trabalhavam ali e eu me perguntava o porquê delas estarem naquela condição”, comenta.

Com olhares positivos para os escritos feministas de banheiro, a advogada Lara, perguntaria para mulheres que limpam como elas se sentem apagando mensagens que tão empoderadoras “Eu gostaria de perguntar como elas se sentem ao ler e também apagar frases que poderiam ajudar meu dia melhorar, a me sentir melhor”. 

Geofísica, Rebeca Thaís, acha interessante até certo ponto, pois depende do espaço e a quem se quer atingir. “Porque nem sempre o seu recado vai chegar em quem quer que alcance. Às vezes aquela mulher que vai limpar lida muito mais como um trabalho do que como uma frase de fortalecimento”.

banheiro feminismo2

A cantora e feminista negra, Aline Lobo, vê problemas na prática, “São interessante as frases, mas ao mesmo tempo isso reflete um feminismo concentrado na porção branca da população. A galera quando escreve não faz a conexão de que é uma mulher negra que vai limpar aquilo e que talvez nem pense naquilo que tá escrito”, explica.

Eu gostaria de perguntar por que elas escrevem isso?, questiona Rosimeire Santana, trabalha com serviços gerais em uma casa de show em Salvador. “Elas não pensam na pessoa que limpa. Porque não se preocupa com o próximo. Ela pode até pensar no próximo a ela, mas não no próximo que vai limpar”, afirma.

 rosimeire falapreta
 

Apesar de respeitar a forma de pensar de cada pessoa, Domingas Santos, também serviços gerais, conta o que acha dos escritos. “Geralmente sujam os espelhos, que são fáceis de limpar. Agora quando riscam as paredes é bem complicado pra tirar, é cansativo”, conta.

RECADO A QUEM ESCREVE – “Vão sujar as suas casas! Porque ao invés de curtir a festa, dão mais trabalho pra mim e pra outras também. Para mim, é só uma sujeira que vou ter que limpar, ou tentar limpar”, conta Domingas, ao perguntar o que ela diria para as mulheres que escrevem. 

“Eu gostaria de perguntar se elas fazem isso nas casas delas, nos banheiros. E sobre o que é Feminismo, eu nem tenho muito que dizer, porque eu nem tenho tempo pra ficar pensando em muita coisa, mas respeito a forma de pensar e agir de todo mundo”, complementa Domingas.

banheiro falapreta 

Se a mensagem de empoderamento chega até quem limpa? Rosimeire é categórica sobre a prática: “Essas mensagens pra mim tanto faz, se lê ou não lê, pra mim não significa nada, e eu que vou ter que limpar. Não muda nada!”.

 

#feminismo #feminismonegro #mulheres #banheiro #interseccionalidade

 

fonte: https://www.falapreta.com.br/post/2017/07/25/feminismo-de-banheiro-quem-vai-limpar

Receba Notícias

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Cfemea Perfil Parlamentar

logo ulf4

Violência contra as mulheres em dados

Rita de Cássia Leal Fonseca dos Santos

Ministério do Planejamento
CLIQUE PARA RECEBER O LIVRO (PDF)

marcha das margaridas agosto 2023

Recomendamos a leitura

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Artigos do Cfemea

Eleições: O “feminismo” de fundamentalistas e oligarcas

Candidaturas femininas crescem no país, até em partidos conservadores. Se o atributo de gênero perde marcas pejorativas, desponta a tentativa de passar ao eleitorado uma receita morna de “defesa das mulheres” – bem ao gosto do patriarcado

A pandemia, o cuidado, o que foi e o que será

Os afetos e o cuidar de si e dos outros não são lugar de submissão das mulheres, mas chave para novas lutas e processos emancipatórios. Diante do horror bolsonarista, sangue frio e coração quente são essenciais para enfrentar incertezas, ...

Como foi viver uma Campanha Eleitoral

ataques internet ilustracao stephanie polloNessa fase de campanha eleitoral, vale a pena ler de novo o artigo que Iáris Cortês escreveu uns anos atrás sobre nossa participação em um processo eleitoral

Dezesseis anos da Lei 11.340, de 07/08/2006, Lei Maria da Penha adolescente relembrando sua gestação, parto e criação

violencia contra mulherNossa Lei Maria da Penha, está no auge de sua adolescência e, se hoje é capaz de decidir muitas coisas sobre si mesma, não deve nunca esquecer o esforço de suas antepassadas para que chegasse a este marco.

Como o voto feminino pode derrubar Bolsonaro

eleicoes feminismo ilustracao Thiago Fagundes Agencia CamaraPesquisas mostram: maioria das mulheres rechaça a masculinidade agressiva do presidente. Já não o veem como antissistema. Querem respostas concretas para a crise. Saúde e avanço da fome são suas principais preocupações. Serão decisivas em outubro. (Ilustração ...

Direito ao aborto: “A mulher não é um hospedeiro”

feministas foto jornal da uspNa contramão da América do Sul, onde as mulheres avançam no direito ao próprio corpo, sociedade brasileira parece paralisada. Enquanto isso, proliferam projetos retrógrados no Congresso e ações criminosas do governo federal

As mulheres negras diante das violências do patriarcado

mulheres negras1Elas concentram as tarefas de cuidados e são as principais vítimas de agressões e feminicídios. Seus filhos morrem de violência policial. Mas, através do feminismo, apostam: organizando podemos desorganizar a ordem vigente

Balanço da ação feminista em tempos de pandemia

feminismo2Ativistas relatam: pandemia exigiu reorganização política. Mas, apesar do isolamento, redes solidárias foram construídas – e o autocuidado tornou-se essencial. Agora, novo embate: defender o direito das mulheres nas eleições de 2022

Sobre meninas, violência e o direito ao aborto

CriancaNaoEMae DivulgacaoProjetemosO mesmo Estado que punir e prendeu com rapidez a adolescente de João Pessoa fechou os olhos para as violências que ela sofreu ao longo dos anos; e, ao não permitir que realizasse um aborto, obrigou-a a ser mãe aos 10 anos

Por que o aborto ainda não é um direito no Brasil?

aborto outras palavrasNo Dia de Luta pela Legalização do Aborto na América Latina, frente nacional feminista questiona o atraso. Uruguai, Argentina e México conquistaram avanços, mas país de Bolsonaro insiste em negar direito mulheres ao próprio corpo

nosso voto2

...