Escritora Juliana de Andrade falou ao Podcast do Correio sobre segurança pública na festa, valorização dos blocos de rua e volta após dois anos sem folia no DF

Pedro Marra
postado em 13/02/2023 16:47 / Correio Braziliense
 
 13/02/2023  Carlos Vieira/CB/DA Press. Brasília, DF. Podcast do Correio com a carnavalesca Juliana de Andrade, JU PAGUL. Na bancada: Adriana Bernardes e Sibele Negromonte. -  (crédito: Carlos Vieira)
13/02/2023 Carlos Vieira/CB/DA Press. Brasília, DF. Podcast do Correio com a carnavalesca Juliana de Andrade, JU PAGUL. Na bancada: Adriana Bernardes e Sibele Negromonte. - (crédito: Carlos Vieira)
 

Na semana em que tem início o carnaval 2023 no Distrito Federal, o Podcast do Correio recebe, nesta segunda-feira (13/2), a carnavalesca Juliana de Andrade, conhecida como Ju Pagul, para falar sobre o retorno da festa de Momo após dois anos ausente devido às restrições impostas pela pandemia da covid-19. "A gente nunca precisou tanto da alegria, do agito com esse momento histórico e tão importante para a nossa cidade. É nossa cultura, a alegria do nosso povo", vibra a produtora cultural.

  • 13/02/2023 Carlos Vieira/CB/DA Press. Brasília, DF. Podcast do Correio com a carnavalesca Juliana de Andrade, JU PAGUL. Na bancada: Adriana Bernardes e Sibele Negromonte.Carlos Vieira
     
 
 

Ju Pagul destaca que as conversas com o GDF ocorreram durante gestão da intervenção federal na segurança pública. "Pedimos para que o policiamento não seja ofensivo, pois usam cavalaria, tropa de choque, sendo que é uma festa das pessoas que não pode ser tratada de forma nenhuma com violência", diz a carnavalesca.

"Estamos não só tendo a retomada do carnaval, mas defendendo os direitos da cultura, pois acreditamos que direitos não são negociáveis. Precisamos referendar essas pessoas que fazem carnaval, o que gera emprego", analisa Juliana de Andrade.

Lançamento do carnaval

Em cerimônia no Palácio do Buriti, o GDF divulgou, na manhã desta segunda-feira (13/2), a programação do Carnaval 2023 do DF, durante o salão nobre do edifício. O evento trouxe a programação completa de celebrações e enfatizou medidas de segurança mais rigorosas para esse ano.

Depois de dois anos sem folia, o tema escolhido para a festa foi Carnaval da Paz, título sugerido pela governadora em exercício, Celina Leão, com o intuito de enfatizar a inclusão e a tolerância à diversidade.

O secretário de Cultura e Economia Criativa do DF, Bartolomeu Rodrigues, apresentou dados e estima que cerca de 800 mil pessoas pulem o carnaval brasiliense nos 38 blocos que venceram o edital. Tudo realizado com um investimento de R$ 5 milhões do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), que visa gerar 12 mil empregos indiretos. “Investimos em uma atividade cultural que dá retorno à economia”, concluiu.

A programação completa pode ser acessada pelo site da secretaria de de cultura do DF. https://www.cultura.df.gov.br/gdf-lanca-o-carnaval-da-paz/

 

fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/cidades-df/2023/02/5073356-a-gente-nunca-precisou-tanto-da-alegria-diz-carnavalesca-ju-pagul.html

 


Coloque seu email em nossa lista

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

Cfemea Perfil Parlamentar

Violência contra as mulheres em dados

Logomarca NPNM

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Veja o que foi publicado no Portal do Cfemea por data

nosso voto2

...