Quase lá: Ministra Cida Gonçalves vai a Natal/RN participar do Seminário Nacional de Mulheridades e Cultura

Evento na capital potiguar vai tratar sobre diversidade cultural, empreendedorismo feminino e mulheres na política

Publicado em 17/06/2024 15h25 - Ministério das Mulheres
Ministra Cida Gonçalves vai a Natal/RN participar do Seminário Nacional de Mulheridades e Cultura

 

As ministras Cida Gonçalves (Ministério das Mulheres) e Margareth Menezes (Ministério da Cultura) participam, nesta terça-feira (18), da cerimônia de abertura do I Seminário Nacional de Mulheridades e Cultura, que será realizado na cidade de Natal (RN). O evento pretende promover a troca de experiência entre mulheres fazedoras de cultura, fortalecer organizações e estimular a participação delas na construção de políticas públicas. A programação segue nos dias 19 e 20 de junho.

Nos três dias de debates, os inscritos poderão participar de mesas temáticas, oficinas e apresentações culturais. Ao final de cada dia de atividades, estão previstas exibições e performances protagonizadas por mulheres, representantes de diferentes segmentos culturais do Brasil. Além da confraternização, as apresentações são uma forma de valorizar as diversas expressões artísticas realizadas por mulheres em todo o país.

Ao final do seminário, será produzido um caderno temático, com a relatoria do evento e também com a memória dos processos para que o material possa ser usado como apoio em experiências similares que forem realizadas em outras regiões e territórios.

O evento é promovido pelo Ministério das Mulheres, em parceria com o Ministério da Cultura (MinC), o Governo do Rio Grande do Norte, a Secretaria Extraordinária de Cultura e Secretaria das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos do Governo do Rio Grande do Norte, e apoio do Sebrae-RN e Fundação José Augusto.

Confira a programação aqui:

18 de junho (Terça-feira)

8h30 – Recepção e Credenciamento

9h30 às 10h30 - Apresentações Culturais

10h - Cerimônia de Abertura
Ministério das Mulheres - Cida Gonçalves; Ministério da Cultura - Margareth Menezes; Governadora do Rio Grande do Norte - Fátima Bezerra; Parlamentares e Secretárias nacionais e estaduais; Representantes do Sebrae, da UFRN e da sociedade civil.

12h30 às 13h30 - Almoço

14h às 15h40 - Mesa 1 - “Mulheres nas políticas públicas culturais”
Mediação: Luci Souza - MinC
Participam: Brisa Bracchi (Vereadora do Munícipio de Natal), Carmen Foro (Sec. Nacional de Articulação Institucional Ações Temáticas e Participações Políticas), Cida Pedrosa (Vereadora do Munícipio do Recife), Josimey Costa (Conselheira Estadual de Política Cultural RN), Marcia Rollemberg (Sec. de Cidadania e Diversidade Cultural MinC), Roberta Martins (Sec. dos Comitês de Cultura do MinC)

15h30 - Coffee Break

16h10 às 18h - Mesa 2: “Ancestralidade, identidade, diversidade e acessibilidade nas práticas culturais brasileiras femininas”
Mediação: Mukaíla Manika - MinC
Participam: Ester Corrêa, Isa Meirelles, Jeruse Maria Romão, Keke Bandeira, Maria das Dores do Rosário Almeida (Durica), Mãe Luciene de Oyá, Moara Saboia, Yná Kabe e Wilkflane Fernandes

18h10 às 20h10 - Apresentação Cultural

20h10 - Encerramento

19 de junho (Quarta-feira)

8h30 - Abertura do espaço

9h às 10h30 - Mesa 3: “Um Brasil sem misoginia por meio da Cultura”
Mediação: Lucimara Cardozo - Ministério das Mulheres
Participam: Desiree Tozi, Isolda Dantas, Mary Land Brito (Sec. Extraordinária de Cultura do RN), Olga Aguiar de Melo (Sec. de Estado da Mulher, da Juventude, da Igualdade Racial e Direitos Humanos - SEMJIDH), Viviane Martins (Sec. Nacional de Cultura do PT) e Vera Verônica (Rapper e Ativista).

10h30 às 10h45 - Apresentação cultural 

10h45 às 12h45 - Mesa 4: "Comunicação para Diversidade Cultural - um Instrumento para um Brasil sem Misoginia"
Mediação: Karina Gama - MinC
Participam: Ceci Oliveira (Jornalista Cultural e Acessora de Imprensa), Claúdia Maciel (Jornalista e Integrante da Construção Nacional da Cultura Hip Hop), Cynara Menezes (Jornalista , Editora do Site Socialista Morena e Apresentadora da Revista Forum), Emanuely Potiguara (Indígena Potiguara, Makumbeira de Omolokô, Antropóloga IFCS e UFRJ e Fotógrafa Popular), Maíra Bittencourt (Diretora Geral da EBC), Raquel Eshilley (Sec. Executiva do Instituto de Mulheres Redesignadas - INAMUR)

12h45 às 13h45 - Almoço

14h às 16h - Mesa 5: “Economia Criativa como ferramenta de capacitação e emancipação das mulheres”
Mediação: Lu Carvalho - MMulheres
Participam: Carol Carvalho (Coordenador do Coletivo Mais Mulheres na Cultura), Divaneide Basílio (Deputada Estadual RN), Samela Gomes (Diretora Regional do Sesc/RN), Sara Loiola (Presidente da Abrafin), Simone Inácio (Coletivo de Mulheres da Economia Criativa do DF) e Maezia Santos (Sebrae)

16h às 16h30 - Coffee Break

16h30 às 17h30 - Grupos de Reflexão:

1) "Mulheres nas políticas públicas culturais" - Mediação: Lívia Cirne;
2) "Ancestralidade, identidade, diversidade e acessibilidade nas práticas culturais brasileiras femininas - Mediação: Mukaíla
Manika;
3) "Um Brasil sem misoginia por meio da Cultura" - Madiação: Lucimara Cardozo;
4) "Comunicação para a Diversidade Cultural - um Instrumento para um Brasil sem Misoginia" - Mediação: Karina Gama;
5) "Economia Criativa como ferramenta de capacitação e emancipação das mulheres" - Mediação: Lu Carvalho.

17h30 às 18h30 - Apresentação da Relatoria e dos Grupos de Reflexão

18h30 às 20h20 - Apresentações Culturais

20h30 - Encerramento do evento

20 de junho (quinta-feira)

A programação será em parceria com o Sebrae-RN, que irá ministrar duas oficinas:
9h às 10h30 - Oficina - Produção de Conteúdo para redes sociais

10h30 às 11h - Coffee Break

11h às 12h30 - Oficina - Empreendedorismos Feminino

 

fonte: https://www.gov.br/mulheres/pt-br/central-de-conteudos/noticias/2024/junho/ministra-cida-goncalves-vai-a-natal-rn-participar-do-seminario-nacional-de-mulheridades-e-cultura


Matérias Publicadas por Data

Artigos do CFEMEA

Coloque seu email em nossa lista

lia zanotta4
CLIQUE E LEIA:

Lia Zanotta

A maternidade desejada é a única possibilidade de aquietar corações e mentes. A maternidade desejada depende de circunstâncias e momentos e se dá entre possibilidades e impossibilidades. Como num mundo onde se afirmam a igualdade de direitos de gênero e raça quer-se impor a maternidade obrigatória às mulheres?

ivone gebara religiosas pelos direitos

Nesses tempos de mares conturbados não há calmaria, não há possibilidade de se esconder dos conflitos, de não cair nos abismos das acusações e divisões sobretudo frente a certos problemas que a vida insiste em nos apresentar. O diálogo, a compreensão mútua, a solidariedade real, o amor ao próximo correm o risco de se tornarem palavras vazias sobretudo na boca dos que se julgam seus representantes.

Violência contra as mulheres em dados

Cfemea Perfil Parlamentar

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Logomarca NPNM

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

legalizar aborto

...