Nossa abordagem

sobrecarga - ilustração de stephanie pollo

  • Pelo estabelecimento de diálogos com as mulheres ativistas em diversos movimentos sociais, em especial nos movimentos feminista e de mulheres brasileiro.
  • Pelo reconhecimento mútuo dos riscos que cada uma sofre, em diferentes frentes de luta;
  • Pela ampliação e fortalecimento dos vínculos de solidariedade e reciprocidade que mobilizam o cuidado entre ativistas e fortalecem suas lutas por direitos.
  • Pela pedagogia feminista e pelo diálogo intercultural para as mulheres se afirmarem como sujeitos autônomos e, coletivamente, enfrentarem a dominação patriarcal, a ordem heteronormativa, etnocêntrica e racista.

Nossas ações

  1. mapear práticas, metodologias, espaços, pessoas e organizações que desenvolvem experiências para o auto-cuidado e o cuidado entre ativistas;
  2. desenvolver um marco conceitual e metodológico para alicerçar as ações educativas;
  3. realizar encontros, oficinas e atividades específicas em processos formativos e organizativos de ativistas;
  4. construir uma rede de curadoras e terapeutas para/de ativistas;
  5. instalação de um Centro para os processos de formação, as vivências, o acolhimento, o cuidado, auto-cuidado para e entre ativistas.

 

 

 

Conheça Mais ... 

A ilustração acima é de Stephanie Pollo

 

...