Acontece na próxima sexta-feira, 16 de setembro, a celebração oficial dos 30 anos de Criola!

 

Acontece na próxima sexta-feira, 16 de setembro, a celebração oficial dos 30 anos de Criola! Na programação, participação de mulheres que estiveram juntas na construção da história da organização, roda de conversa e homenagens às ialodês do presente e também às ancestrais. E a festa encerra com roda de samba com Moça Prosa. Veja a programação abaixo.

O encontro acontece no  Museu da História e da Cultura Afro-brasileira (Muhcab), que fica na rua Pedro Ernesto, 80, Gamboa – Rio de Janeiro. A atividade é aberta ao público, mas é preciso confirmar presença devido a limitação de pessoas no local. Clique aqui e garanta sua participação.

Programação: Criola 30 Anos – Nossos passos vêm de longe!

15h – Abertura e saudações
16h – Mesa redonda – Bem Viver: o futuro é agora.
17h30 – Homenagem – A Gente se Encontra na Luta
18h30 – Moça Prosa canta o Bem Viver

História de luta

logo criola selo30anosSeguindo os passos das ancestrais, no dia 2 de setembro, Criola completou 30 anos de história! Com uma trajetória marcada pela tecnologia, sabedoria, amor e legado das mulheres que vieram antes e que se perpetua até hoje, a organização segue o aprendizado daquelas que, desde África, lideram e cuidam de seus povos em prol de um avanço e uma transformação coletiva.

Nestas três décadas de existência, destaque para a dedicação ao enfrentamento do racismo patriarcal cis heteronormativo e à defesa dos direitos das meninas e mulheres negras cis e trans, e também a criação de políticas e pontes seguras em busca do alcance da justiça e do Bem Viver.

Com o apoio da comunidade, o trabalho sempre teve como amparado as ancestrais. Prova é a materialização da organização aprendida com as ialodês, que, por aqui, resistiram e lutaram pela existência de suas comunidades desde o início da diáspora negra nas Américas. Elas são a inspiração para todo o trabalho desenvolvido até aqui, essas mulheres que ousaram vislumbrar a vida e romper com a submissão.

A década de 1990 e o início dos anos 2000 foi um período essencial para confabulação e estruturação de estratégias essenciais para a população negra. Sempre muito conectadas com o movimento de mulheres negras e o movimento negro brasileiro, Criola participou de processos fundamentais que resultaram em políticas públicas que são defendidas ainda hoje.

Pioneira em consolidar o campo Saúde da População Negra e em tratar de temas como direitos sexuais e reprodutivos e justiça reprodutiva, com destaque para a morte materna e a prevenção do HIV/Aids, Criola sempre buscou refletir a realidade das mulheres em sua totalidade, incluindo as lésbicas e transexuais. Um dos resultados foi a publicação do “Livro da Saúde da Mulher Negra: Nossos Passos vêm de longe”, organizada por Jurema Werneck e outras parceiras. Até hoje, o livro é uma referência no campo e para o movimento de mulheres negras.

Atuantes nas ruas e na academia, a organização promoveu e participou de conferências nacionais e internacionais, publicou artigos, estudos, pesquisas, manuais e boletins, incidindo politicamente e produzindo conteúdo e ferramentas para o bem viver da população negra. Um desses exemplos é a importante participação na definição da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra.

Conectadas com as necessidades do presente, Criola incide na política institucional, no sistema de justiça e na consolidação de uma democracia que não conviva com o racismo. O método continua sendo guiado pelas ancestrais, aquelas que não deixam esquecer que o caminho é coletivo. Por isso, seguimos de mãos dadas com outras mulheres e organizações que têm buscado formas de reduzir as desigualdades aprofundadas nos últimos anos.

Lúcia XavierNossos passos vêm de longe. Criola tem 30 anos de história, mas um percurso imenso ainda por vir.

Celebração

Como forma de agradecimento a todes que fizeram parte dessa caminhada e ajudaram a fundamentar essa história, ao longo desta sexta-feira, as redes sociais de Criola trarão diversas imagens desses 30 anos.

E para celebrar essa história, uma série de atividades estão previstas. No dia 4 de setembro, às 9h, acontece o Tour da Ialodês pelo Rio Antigo, uma caminhada em locais históricos para a população negra como Pedra do Sal, Morro da Conceição, Cais do Valongo, vendo a história a partir do olhar das mulheres negras.

E no dia 16 de setembro, a partir das 14h, o Encontro Criola 30 anos deve reunir música, debate, poesia e convidadas especiais. A atividade acontece no Museu da História e da Cultura Afro-brasileira (Muhcab), no Rio de Janeiro. Para participar, clique neste link e confirme sua presença.

 

fonte: https://criola.org.br/criola-comemora-30-anos-de-fundacao-e-tres-decadas-do-movimento-de-mulheres-negras-com-resgate-da-heranca-das-ialodes/


Coloque seu email em nossa lista

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

Cfemea Perfil Parlamentar

Violência contra as mulheres em dados

Logomarca NPNM

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Veja o que foi publicado no Portal do Cfemea por data

nosso voto2

...