Janja terá gabinete no terceiro andar do Palácio do Planalto, mas não será "puxadinho". Ela também não quer que seu gabinete seja chamado de "gabinete da primeira-dama".

 

Por Guilherme Balza - G1


Janja e Lula durante posse neste domingo (1º) — Foto: Ricardo Stuckert

O gabinete da primeira-dama Rosângela Silva, a Janja, ficará bem perto do gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no terceiro andar do Palácio do Planalto, mas não será um "puxadinho" do gabinete presidencial.

Janja também não quer que seu gabinete seja chamado de "gabinete da primeira-dama" por acreditar que essa nomenclatura passa uma ideia de que será um órgão assistencialista.

A ideia é utilizar o gabinete para aproximar o presidente da pauta feminista e do setor cultural, áreas com as quais Lula tem menos familiaridade. O gabinete terá mais uma função militante do que filantrópica.

 

Janja também se dedicará ao tema da segurança alimentar. A proposta é trabalhar esses temas de forma transversal, com políticas públicas que perpassem vários ministérios.

A função tem alguma similaridade com a Secretaria-Geral da Presidência, ocupada por Márcio Macedo, que tem status de ministério e funciona como a interface do governo com movimentos sociais e a sociedade civil.

Janja não deverá ter um cargo remunerado. Até agora, duas assessoras foram chamadas para integrar o gabinete: a jornalista Cris Charão, que fez parte da equipe de comunicação de Lula na campanha e será assessora de imprensa; e a também jornalista Neudi Neres, que já vinha atuando como assessora pessoal da primeira-dama.

Neudi é militante do MAB (Movimento dos Atingidos pelas Barragens) e se tornou amiga de Janja no acampamento montado ao lado da superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

As duas terão um cargo de assessoria vinculado ao gabinete do Presidente da República. Janja está procurando outros assessores para fechar a equipe. O grupo deve incluir ativistas feministas e do setor cultural.

Janja e as assessoras já visitaram o gabinete e devem começar a despachar do local em breve, assim que for concluída a varredura da Polícia Federal no Palácio do Planalto.

 

A prioridade, no entanto, é reorganizar o gabinete de Lula com o layout original, já que, segundo fontes do PT, Jair Bolsonaro mudou complemente a disposição dos móveis.

LEIA TAMBÉM


Coloque seu email em nossa lista

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

Cfemea Perfil Parlamentar

Violência contra as mulheres em dados

Logomarca NPNM

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Veja o que foi publicado no Portal do Cfemea por data

nosso voto2

...