A ministra do Meio Ambiente veio a Porto Alegre para participar do Fórum Social Mundial

 

Por
Duda Romagna
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 
 
mariana silva FSM2023 foto Luiza Castro sul21 
foto: Luiza Castro/Sul21
 
 

Nesta quinta-feira (26), a ministra do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas, Marina Silva, esteve em Porto Alegre para participar do Fórum Social Mundial 2023. Em um breve encontro com a imprensa antes da participação na mesa temática “Fortalecer a terra, alimentar o Brasil”, na Assembleia Legislativa do RS, Marina falou sobre a importância do Fórum para a retomada das discussões sobre o meio ambiente, a saúde, a segurança dos povos indígenas e a fome.

“É um momento de reconstrução das políticas públicas, de fortalecimento das instituições e de afirmação da nossa democracia, no contexto de uma grave crise econômica, social, política e de valores, em que o governo de frente ampla do presidente Lula está firmemente trabalhando para dar respostas. A retomada das políticas na área social, ambiental, em defesa dos direitos humanos, em políticas econômicas que nos ajudem a sair da grave situação de desemprego, de fome e de desespero que está passando uma parte significativa da sociedade brasileira é uma resposta”, relatou a ministra.

Sobre a situação do povo indígena Yanomami, que vive uma crise humanitária, Marina reforça que não é um caso isolado e é fruto de irresponsabilidade do governo antecessor. “Foi a atitude genocida de Bolsonaro que deixou essas comunidades completamente abandonadas, sem políticas públicas de saúde, de proteção à integridade de sua cultura e até mesmo a sua integridade física. O garimpo destruindo suas terras, seus estoques naturais de alimento”, disse.

A ministra completou relatando que ações emergenciais, operações estruturadas pelos Ministérios do Meio Ambiente, da Justiça e da Defesa, com ajuda da comunidade científica, são de suma importância para o avanço na segurança desses povos. Após assumir o Ministério pela terceira vez em sua carreira, Marina disse que os desafios são diferentes, mas que agora alguns são muito maiores. “Se existe um problema incomparavelmente maior, é o aumento do desmatamento, o aumento da criminalidade, o desmonte das políticas, a subtração dos orçamentos que ficaram completamente depenadas.”

O Fórum Social Mundial iniciou na segunda-feira (23) e segue até o sábado (28). Com o tema “Democracia, direitos dos povos e do planeta – Outro mundo é possível”, o evento tem mais de 150 atividades realizadas por centenas de movimentos e organizações sociais do Brasil e exterior.

 

fonte: https://sul21.com.br/noticias/meio-ambiente/2023/01/marina-diz-que-situacao-dos-yanomami-nao-e-caso-isolado-e-cita-atitudes-genocidas-de-bolsonaro/


Coloque seu email em nossa lista

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

Cfemea Perfil Parlamentar

Violência contra as mulheres em dados

Logomarca NPNM

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Veja o que foi publicado no Portal do Cfemea por data

nosso voto2

...