Evento em Brasília, nesta quarta-feira (15), também contou com a presença da ministra da Gestão, Esther Dweck. Segundo a nova presidenta do IPEA: “Planejar é ato contínuo e central para garantir a efetividade das políticas públicas”. 

 

Helio Montferre/Ipea


A economista Luciana Servo tomou posse na presidência do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nesta quarta-feira (15), com os novos titulares da Diretoria Colegiada. A solenidade, realizada na sede do Instituto, em Brasília, reuniu diversas autoridades do setor público e de organismos internacionais. A mesa foi composta por autoridades exclusivamente femininas. Ao lado da nova presidenta do Ipea, participaram as ministras do Planejamento e Orçamento (MPO), Simone Tebet, e da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), Esther Dweck, a secretária-executiva do Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, Rita Cristina de Oliveira, e a secretária Nacional de Planejamento, Leany Lemos.

Para a ministra Tebet, o desafio de planejar, pensar e formular política pública é o resgate de uma dívida histórica que o país tem, principalmente com os segmentos mais vulneráveis da sociedade brasileira. “O ministério dispõe de todas as ferramentas para mudar o Brasil”, disse, ao citar o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que, conforme a ministra, produz a fotografia real do país, enquanto o Ipea “aponta caminhos para o Brasil ser generoso com todos”.

A ministra Dweck, por sua vez, ressaltou que este é o “momento de reconstrução da sociedade brasileira” e que certamente fará parceria com o Ipea, “um órgão de excelência”. Dweck destacou o fato de Luciana ser a primeira presidenta negra nos 58 anos de trajetória do Ipea e acrescentou que, ainda nesta semana, será empossada a nova diretora-geral do Arquivo Nacional, Flávia Magalhães Pinto, também a primeira negra à frente da instituição. “É uma coincidência a posse na mesma semana de duas mulheres negras, o que torna esses eventos bastante emblemáticos”, afirmou.

Ao agradecer sua indicação pela ministra Tebet, Luciana destacou: “Planejar é ato contínuo e central para garantir a efetividade das políticas públicas”. Segundo ela, essa centralidade é discutida e defendida nos trabalhos do Ipea e, agora, ganha novos contornos e muita força com a ministra à frente do MPO. “Estamos engajados e comprometidos com a ampliação dos mecanismos de escuta dos diversos segmentos da sociedade para que nossas pesquisas, as avaliações e a assessoria sejam parte de um diálogo contínuo e profícuo entre Estado e sociedade”, acrescentou.

A presidenta agradeceu cada uma das autoridades presentes e as parcerias do Instituto com diversas instituições, entre elas IBGE, Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e ONU Mulheres. Agradeceu, também, toda a Diretoria Colegiada do Instituto, empossada durante o evento, bem como todos os coordenadores de áreas, pesquisadores e pesquisadoras, bolsistas e terceirizados a serviço do Ipea. Emocionada, lembrou da pesquisadora Anna Peliano, que faleceu em 2022 e foi homenageada pelo Instituto dando nome ao auditório onde ocorreu a posse.

A secretária Nacional de Planejamento, Leany Lemos, afirmou que a parceria com o Ipea reúne qualidade, engajamento e comprometimento, desde o início do governo Lula. Segundo Leany, a Secretaria está finalizando o novo Plano Plurianual (PPA), que conta com contribuições técnicas do Ipea. Rita Cristina, que representou o ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Sílvio Almeida, destacou que a pasta tem interesse em trabalhar com ferramentas do Ipea de participação social e citou a plataforma Inclua, para apoiar o alcance de populações mais vulneráveis com políticas públicas baseadas em evidências, bem como o aprimoramento do Atlas da Violência, cujos dados também vão colaborar para as ações do ministério.

Diretores nomeados

Durante a solenidade, transmitida para a Unidade do Ipea no Rio de Janeiro, os novos titulares das sete diretorias do Instituto foram empossados por Luciana Servo. O ato de nomeação foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (15). A partir de agora, os diretores passam a responder imediatamente pelas respectivas diretorias, uma vez que todos foram anunciados em fevereiro como diretores-substitutos.

Todos são pesquisadores de carreira do Ipea. Fernando Gaiger é o novo titular da Diretoria de Desenvolvimento Institucional (Dides), enquanto Luseni Maria Cordeiro de Aquino passa a responder pela Diretoria de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia (Diest). Na Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas (Dimac), Claudio Amitrano foi nomeado diretor, e Aristides Monteiro Neto ocupa o cargo na Diretoria de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais (Dirur).

Fernanda De Negri volta a ocupar a chefia da Diretoria de Estudos e Políticas Setoriais, de Inovação, Regulação e Infraestrutura (Diset), e Carlos Henrique Leite Corseuil assume a Diretoria de Estudos e Políticas Sociais (Disoc). Por fim, o novo titular da Diretoria de Estudos Internacionais (Dinte) é Fabio Veras Soares.​

Comunicação - Ipea
61 2026-5136 / 5240 / 5191
61 99427-4553
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

fonte: https://www.ipea.gov.br/portal/categorias/45-todas-as-noticias/noticias/13617-presidenta-luciana-servo-e-empossada-pela-ministra-simone-tebet-e-destaca-parcerias-do-ipea


Coloque seu email em nossa lista

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

Cfemea Perfil Parlamentar

Violência contra as mulheres em dados

Logomarca NPNM

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Veja o que foi publicado no Portal do Cfemea por data

nosso voto2

...