Atividades são totalmente gratuitas e ocorrerão de forma on-line; inscrições são exclusivamente voltadas para pessoas que se identificam com o gênero feminino, cis ou trans

 

Jornal da USP  Publicado: 05/06/2023

 

Fotomontagem com fotos de Marcos Santos / USP Imagens e Chrsitina (wocintechchat) / Unplash

Estão abertas inscrições para o curso Meninas Programadoras, do Instituto de Ciências Matemáticas e Computação (ICMC), e para o Projeto Astrominas, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG), ambos da USP. As iniciativas visam a ampliar o conhecimento em diversas áreas das ciências naturais, matemática e tecnologia. Para se inscrever, é necessário ter acesso à internet e se identificar com o gênero feminino, cis ou trans.

As inscrições para o curso de programação estão abertas até 10 de junho pelo Sistema Apolo da USP. Já a edição 2023 do Projeto Astrominas recebe inscrições até 18 de junho, neste formulário

Meninas Programadoras

Em sua 20ª turma, o curso Meninas Programadoras: Introdução à Programação para alunas do Ensino Médio ou Concluintes foi criado pela professora Maria da Graça Campos Pimentel, do ICMC, que ministra as aulas e oferece suporte às participantes, juntamente com uma equipe de bolsistas, tutores e tutoras voluntárias. Segundo a professora, mais de 600 alunas do Brasil e do exterior já concluíram o curso.

Uma delas é a Hana Sousa, que começará a estudar no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, em setembro. Ela participou da terceira turma do curso, no final de 2021, quando estava concluindo o ensino médio: “Depois do curso, eu passei um ano aplicando para universidades nos Estados Unidos, até que o resultado saiu em dezembro do ano passado”.

Hana revela que sempre foi muito estudiosa e que, durante o ensino médio, passou muito tempo envolvida com a área de química, que é sua matéria preferida, mas também se interessava por tecnologia. “Daí, participei do curso Meninas Programadoras e gostei bastante de aprender um pouco mais sobre programação. Tanto que cogito fazer Ciências da Computação e Química quando for para os Estados Unidos, em vez de Engenharia Química, que era o plano inicial”, conta a estudante amazonense.  

No tempo livre que lhe resta até começar a estudar no MIT, em setembro, Hana está aproveitando para cursar o segundo módulo do curso Meninas Programadoras e, assim, prosseguir com os aprendizados na área de tecnologia.

A amazonense Hana Sousa participou do curso e começará a estudar no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos - Foto: reprodução / Linkedin

Hana Sousa é aluna do Meninas Programadoras 2 - Foto: reprodução / Linkedin

Voltado para quem já concluiu ou está cursando o ensino médio e se identifica com o gênero feminino ou não binário, o curso Meninas Programadoras acontece aos sábados, das 14 às 17 horas. As aulas começam em 24 de junho e devem terminar em 22 de julho. A cada semana, as estudantes receberão uma lista de exercícios de programação, que são resolvidos com apoio on-line da equipe de voluntárias do curso. Todas que participarem de, pelo menos, 75% das atividades propostas receberão um certificado de conclusão da USP. 

Na hora de se inscrever no Sistema Apolo da USP, é muito importante preencher o e-mail corretamente, pois é pelo contato cadastrado que as inscritas receberão informações sobre como enviar a documentação para concluir a inscrição, sobre o resultado da seleção e como acompanhar as aulas. O curso acontece por meio do Google Classroom e do Google Meet, e emprega plataformas específicas de programação.

Meninas Programadoras

Inscrições: até 10 de junho pelo Sistema Apolo

Público-alvo:

  • Prioridade a estudantes do ensino médio ou candidatas de qualquer idade que já concluíram o ensino médio;
  • Pessoas que se identificam com o gênero feminino ou não binário

Dúvidas?

Acesse o site: https://meninasprogramadoras.icmc.usp.br
Escreva para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Astrominas 2023

Com inscrições abertas até o dia 18 de junho, o projeto Astrominas é um programa interdisciplinar e gratuito que tem o objetivo de desconstruir a ideia de que as ciências exatas não são para meninas. O projeto foi idealizado por mulheres cientistas do IAG. O Astrominas 2022 quebrou o recorde de procura, contando com mais de 16 mil inscrições. Para a edição 2023, o projeto deve abrir cerca de 600 vagas. 

As atividades são realizadas virtualmente por astrominas de todo o Brasil, e podem ser feitas de forma assíncrona (no horário que a participante tiver disponível). Neste ano, as atividades serão oferecidas entre 15 de julho e 4 de agosto.

“O Astrominas tem a missão de ir muito além do que apresentar as grandes áreas das Ciências Exatas e da Terra para que meninas eventualmente optem por uma dessas carreiras científicas”, conta a coordenadora do projeto, Elysandra Cypriano, que é docente do Departamento de Astronomia do IAG. “Nossa preocupação é com todas as meninas, independente de suas escolhas profissionais no futuro. Conhecer a ciência, o método científico e o impacto de nossas ações no nosso planeta é importante para o exercício da cidadania”, diz.

As participantes são acompanhadas durante essa jornada por “fadas madrinhas”, que são jovens cientistas voluntárias que atuam como mentoras. “Ao longo de todo o processo as meninas criam um vínculo afetivo com suas fadas madrinhas e muitas vezes continuamos em contato após o nosso grande evento”, explica a professora Elysandra. “É a coisa mais linda poder acompanhar suas trajetórias.”

Elysandra Cypriano, coordenadora do curso - Foto: USP Imagens

Elysandra Cypriano, coordenadora do curso - Foto: USP Imagens

São requisitos para a inscrição: a identificação com o gênero feminino (cis ou trans); ter entre 14 e 17 anos completos até 30/06 e estar regularmente matriculada em uma escola de educação básica. As vagas são distribuídas por sorteio.

Inscrições exclusivamente virtuais, até 18/6 pelo formulário: https://forms.gle/XXsezBvbazvvLR57A
Mais informações e o regulamento podem ser encontrados no site: https://sites.usp.br/astrominas/astrominas-2023/

* Com textos de Luciana Silveira – Assessoria de Comunicação do IAG e Denise Casatti – Assessoria de Comunicação do ICMC

fonte: https://jornal.usp.br/diversidade/usp-abre-inscricoes-em-cursos-de-astronomia-e-programacao-para-meninas/

 


Coloque seu email em nossa lista

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

Cfemea Perfil Parlamentar

Violência contra as mulheres em dados

Logomarca NPNM

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Veja o que foi publicado no Portal do Cfemea por data

nosso voto2

...