Ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) Luciana Santos participa na sexta-feira (21), ao vivo, a partir das 14 horas, pelo Youtube, de entrevista coletiva com jornalistas da mídia alternativa.

 

Publicado 19/07/2023 14:35 | Vermelho

 

O Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé organiza uma entrevista coletiva com a ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos – presidenta nacional do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) – na próxima sexta-feira (21), às 14 horas, ao vivo, pelo Youtube do Barão.

A entrevista será conduzida por jornalistas da mídia independente. Estarão presentes representantes do Portal VermelhoBrasil de Fato, Brasil 247, TVT, Diário do Centro do Mundo (DCM) e ICL Notícias. A apresentação estará a cargo da jornalista e coordenadora do Barão de Itararé, Vanessa Martina Silva.

Inovação

Primeira mulher a ocupar o cargo de ministra da Ciência, Luciana Santos conseguiu, após um mês no cargo, o aumento nos valores das bolsas de pós-graduação e iniciação científica e na quantidade de bolsas do Capes, a serem concedidas pelo governo federal. Desde 2013, ou seja, há 10 anos os estudantes de graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado não tinham reajustes nas bolsas de estudo. No mesmo período, também não houve recomposição do número de bolsas.

Em pouco mais de cinco meses à frente do MCTI, Luciana alcançou vários outros investimentos na área, com parcerias criativas e de desenvolvimento, realizou uma ampla campanha de valorização e promoção da participação de meninas e mulheres na ciência em todo o Brasil, entre outras ações valorosas no setor.

Perfil da ministra

Luciana Santos nasceu em Recife (PE), graduou-se em Engenheira Elétrica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Iniciou sua militância ainda no movimento estudantil em 1984. Foi presidente do Diretório Acadêmico de Engenharia e Computação da UFPE em 1985 e dirigente do DCE, até chegar à vice-presidência regional da União Nacional dos Estudantes (UNE) de 1989 a 1991.  

Em 1996, presidiu o Instituto de Pesos e Medidas (IPEM-PE). Assumiu o mandato de deputada estadual em Pernambuco, dois anos depois, foi reeleita.  Na Assembleia Legislativa foi líder do PCdoB e integrou as comissões de Ciência, Tecnologia e Informática, Constituição, Legislação e Justiça, Educação e Cultura, Defesa do Meio Ambiente e presidiu a Comissão de Defesa da Cidadania.

Em 2000, foi eleita prefeita de Olinda, sendo reeleita em 2004 ainda no primeiro turno. Em 2009 foi nomeada secretária de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco. Um ano depois, Luciana se elegeu deputada federal.

Na Câmara dos Deputados foi titular da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI), de Desenvolvimento Urbano (CDU) e da Comissão de Cultura (CCULT), da qual foi vice-presidente.

Nas comissões especiais da Câmara, foi membro titular na de Resíduos Sólidos; do Código Nacional de Ciência e Tecnologia; do Marco Civil da Internet; de Atividades de Ciência, Tecnologia e Inovação e de Proteção à Saúde e ao Meio Ambiente. Também fez parte do Conselho de Altos Estudos e Avaliação Tecnológica da Casa.

Nos oito anos de mandato foi na maior parte do período a única mulher da bancada de Pernambuco no Congresso Nacional.  Em 2018 foi eleita vice-governadora de Pernambuco, sendo a primeira mulher a ocupar o cargo.

Abaixo o link da entrevista:

AUTOR

Coloque seu email em nossa lista

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

Cfemea Perfil Parlamentar

Violência contra as mulheres em dados

Logomarca NPNM

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Veja o que foi publicado no Portal do Cfemea por data

nosso voto2

...