Comissão Especial sobre Violência Obstétrica e Morte Materna da Câmara dos Deputados vai elaborar um relatório sobre o tema no país

A Comissão Especial sobre Violência Obstétrica e Morte Materna da Câmara dos Deputados realiza nova audiência na próxima quarta-feira (20), às 15 horas, para ouvir algumas vítimas desse tipo de violência: Maryana de Morais Oliveira Mael; Ellen Ribeiro Rocha; Lea Patrícia da Costa; Juliana Gomes Campos; e Ana Elen Torres da Mota Souza. O local do debate ainda não foi definido.

A 1ª vice-presidente da comissão, deputada Silvye Alves (União-GO), afirma que não há como fazer um relatório da violência obstétrica no País sem ouvir as vítimas. "Precisamos entender e nos solidarizar com essas pessoas para definir parâmetros que impossibilitem a perpetuidade desses casos. Encontrar os meandros e as circunstâncias que favorecem essa prática e coibi-las", afirma a deputada, que propôs a audiência.

A pesquisa Nascer no Brasil aponta que 45% das mulheres entrevistadas disseram ter sofrido algum tipo de violência obstétrica no SUS. Na rede privada, esse percentual fica em 30%.

A comissão, criada em março deste ano, é presidida pela deputada Soraya Santos (PL-RJ) e tem como relatora a deputada Any Ortiz (Cidadania-RS).

Da Redação

Fonte: Agência Câmara de Notícias


Coloque seu email em nossa lista

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

Cfemea Perfil Parlamentar

Violência contra as mulheres em dados

Logomarca NPNM

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Veja o que foi publicado no Portal do Cfemea por data

nosso voto2

...