Quase lá: Espaço Cultural Dona Ivone Lara homenageia trajetória das mulheres na saúde

Nova exposição do Ministério da Saúde foi inaugurada nesta terça-feira (23). Mostra traz ainda a trajetória de Zilda Arns, Nise da Silveira e Maria Odilia Teixeira

Publicado em 23/04/2024 Ministério da Saúde
 
abertura exposição.jpg

Foto: Julia Prado/MS

 

Nesta terça-feira (23), a ministra Nísia Trindade participou da abertura da exposição “Dona Ivone Lara e Mulheres da Saúde”, que enaltece o legado de trajetórias femininas importantes para a construção da saúde pública no Brasil. “Poucas pessoas sabem que Dona Ivone Lara teve essa trajetória linda na saúde ao lado de tantas mulheres e homens. É um passo que celebra a mulher trabalhadora da saúde e, ao mesmo tempo, é a mulher na cultura. Fala muito alto a todos nós que dona Ivone Lara seja uma mulher negra, num país de tantos preconceitos. Ela era uma mulher com essa força e qualidade na sua história”, afirmou a ministra.

Durante o evento, que contou com a presença de André Luiz Lara Martins da Costa, neto da compositora, foi lançado o Espaço Cultural Dona Ivone Lara, que homenageia a famosa sambista carioca, enfermeira e antiga servidora do Ministério da Saúde. “Esse espaço não foi criado na nossa gestão, mas tem sido tratado com muito carinho e com essa visão de mostrar a importância das pessoas na história da saúde, das trabalhadoras e trabalhadores do Sistema Único de Saúde”, complementou Nísia Trindade. Primeira mulher brasileira a assinar um samba-enredo, Dona Ivone Lara era enfermeira por formação e atuou como servidora do ministério durante 37 anos, período em que se especializou como terapeuta ocupacional e, junto a Nise da Silveira, lutou pela humanização do tratamento psiquiátrico. No Instituto de Psiquiatria do Engenho de Dentro, no Rio, onde trabalhava desde os seus 25 anos, foi pioneira ao oferecer a abordagem musical para tratar e acolher seus pacientes. Ivone Lara faleceu em 2018, aos 96 anos.

Estruturada como um desfile de escola de samba, a exposição apresenta as origens e o ambiente familiar da sua trajetória na saúde e sua carreira musical, com enfoque nas suas composições, parcerias e participações na agremiação Império Serrano. Neste ano, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, sancionou a lei que cria o Dia Nacional da Mulher Sambista, comemorado em 13 de abril – data do nascimento de Yvonne Lara da Costa, nome de batismo da compositora.

abertura exposição 3.jpg
Evento contou com a presença de André Luiz Lara Martins da Costa, neto da compositora (Foto: Julia Prado/MS)

As enfermeiras Wanda Horta, Roseni Rosangela de Sena, Anna Nery, Simone Maria Leite Batista, Isabel dos Santos e a médica Fatima Oliveira também são homenageadas. Em maio, a exposição terá uma segunda etapa, que vai celebrar a trajetória de mulheres vivas e atuantes.

Também estiveram presentes ao evento o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Fábio Baccheretti Vitor, além de parlamentares.

Nadja Alves dos Reis
Ministério da Saúde

 

fonte: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2024/abril/espaco-cultural-dona-ivone-lara-homenageia-trajetoria-das-mulheres-na-saude

 


Matérias Publicadas por Data

Artigos do CFEMEA

Coloque seu email em nossa lista

lia zanotta4
CLIQUE E LEIA:

Lia Zanotta

A maternidade desejada é a única possibilidade de aquietar corações e mentes. A maternidade desejada depende de circunstâncias e momentos e se dá entre possibilidades e impossibilidades. Como num mundo onde se afirmam a igualdade de direitos de gênero e raça quer-se impor a maternidade obrigatória às mulheres?

ivone gebara religiosas pelos direitos

Nesses tempos de mares conturbados não há calmaria, não há possibilidade de se esconder dos conflitos, de não cair nos abismos das acusações e divisões sobretudo frente a certos problemas que a vida insiste em nos apresentar. O diálogo, a compreensão mútua, a solidariedade real, o amor ao próximo correm o risco de se tornarem palavras vazias sobretudo na boca dos que se julgam seus representantes.

Violência contra as mulheres em dados

Cfemea Perfil Parlamentar

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Logomarca NPNM

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

legalizar aborto

...