Durante sete encontros, 45 trabalhadoras domésticas de Porto Alegre e da Região Metropolitana terão aulas sobre o uso básico do computador, do pacote office, da internet e do app Laudelina, com professores e estudantes monitores da instituição.

 

 
 

A última quarta-feira (10/5) marcou o início da conquista da autonomia para utilização dos recursos do celular e do computador para 45 trabalhadoras domésticas de Porto Alegre e da Região Metropolitana. Elas participam da nova turma do curso de Alfabetização Digital da Themis e da Fenatrad, em parceria com a UniRitter, através do hub Mulheres Tech.

Durante sete encontros, elas terão aulas sobre o uso básico do computador, do pacote office, da internet e do app Laudelina, com professores e estudantes monitores da instituição. O objetivo é contribuir para a inclusão digital e ampliar o exercício efetivo dos direitos de trabalhadoras domésticas através do uso do aplicativo Laudelina, que ganhou uma nova versão e pode ser acessado diretamente no navegador no celular ou computador, sem a necessidade de instalação.

“Até a primeira aula, que foi nesta quarta-feira, posso dizer que eu era analfabeta digital. Posso dizer isso no passado, porque sei que vou sair com mais conhecimento e experiência de computação. A aula foi maravilhosa, gratificante para mim. É um empoderamento que não tem dinheiro que pague, são momentos de saberes não só na computação. Vai mudar a vida de muitas domésticas”, afirmou Rejane Amélia Silva de Oliveira, de Canoas.

Professor dos cursos de tecnologia da UniRitter, Vinícius Cassol afirma que o curso é uma importante iniciativa para abrir as portas da universidade à comunidade: “a alfabetização digital para trabalhadoras domésticas mostrou como essa troca entre professores, alunos e comunidade transmite mais do que conhecimento, a vivência de ambas as partes, e isso muda a vida de todos os que estão envolvidos”.

A formação fez parte do projeto Movimentos e Tecnologia, apoiado pelo programa Igual Valor, Iguais Direitos da CARE LAC, em aliança com a Cummins. A primeira turma, em 2022, formou 70 trabalhadoras e Promotoras Legais Populares.

 

fonte: https://themis.org.br/nova-turma-do-curso-de-alfabetizacao-digital-da-fenatrad-e-da-themis-inicia-aulas-em-porto-alegre/


Coloque seu email em nossa lista

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

Cfemea Perfil Parlamentar

Violência contra as mulheres em dados

Logomarca NPNM

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Veja o que foi publicado no Portal do Cfemea por data

nosso voto2

...